Os crimes esquecidos de O Outro Lado Do Paraíso

Se você acha que o que não faltou nessa novela foram crimes, prepare-se para lembrar de alguns que você já deve ter esquecido.

Fim do sequestro de Tomaz e o julgamento de Sophia são destaques de hoje

Morte de Michael Jackson foi inspiração para Segundo Sol

Entre tesouradas, atropelamentos, incêndios e toda a sorte de crimes que se possa imaginar, a novela ficou marcada por uma vilã interpretada de forma magistral por Marieta Severo.

Agora, nas últimas cenas da novela, ela será julgada por quatro crimes que ela cometeu: três assassinatos e ainda uma tentativa de assassinato, só que, ao invés de ser levada para a prisão, a vilã terá um final um pouco pior: ela será internada em um manicômio judicial, em regime de prisão perpétua.

Só que esses quatro crimes pelos quais ela será julgada são apenas alguns. Ela ainda terá o benefício do autor, pois outros crimes da megera estarão praticamente esquecidos – mas, obviamente, não por nós, que decidimos fazer aqui uma listinha para te lembrar do que a megera já fez.

Na primeira fase da novela, os crimes que foram esquecidos

Sophia, ainda quando era jovem e ainda trabalhava no bordel de Caetana, matou a facadas um jovem de nome Agenor. Ele teria convencido-a que largaria sua família para seguir a vida com a então jovem prostituta.

Ela também ateou fogo intencionalmente na casa de Josafá, interpretado por Lima Duarte, quando soube que ali nas imediações da casa dele havia a mina de esmeraldas. Quem a ajudou nisso foi Rato, só que o assassino atrapalhado matou outra pessoa em seu lugar, um caminhoneiro de nome Everton. Josafá segue bem.

Ainda na primeira fase, outra vítima de Sophia foi a Beatriz, que, a mando da vilã, foi assassinada por Renato, para que ele conseguisse eliminar Clara, ainda dentro do manicômio onde as duas estavam internadas. No entanto, esse crime ainda poderá ser utilizado para a condenação da megera, já que Renato ainda deve revelar esse mando.

Na segunda fase, os crimes também não pararam

Vinícius, o delegado que abusava sexualmente e psicologicamente de sua enteada, também padeceu indiretamente pelas mãos de Sophia. Logo depois da condenação por pedofilia, Vinícius encontrou a morte pelas mãos de seus companheiros de cela, mas com tudo facilitado pelas mãos molhadas de propina dos carcereiros e da direção do presídio. Quem subornou? Ela mesmo.

E nem mesmo a Raquel, juíza, teve o crime contra ela cometido investigado. A juíza foi atropelada a mando da vilã para que fosse postergado o julgamento a respeito da guarda de Tomaz. E parece que, olha só, deu certo, porque só agora, no final da novela, é que ele voltou para Clara, sua mãe biológica.

One thought on “Os crimes esquecidos de O Outro Lado Do Paraíso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *